sábado, 18 de setembro de 2010

de olhos fechados

queridos amigos,
não tenho movimentado o "viagens" e tão pouco vos tenho visitado nesses lugares que muitos, respiram, já, como pele da sua própria tecitura. os meus olhos estão em repouso, sob uns óculos escuros, desde quarta-feira e assim terão de permanecer por mais alguns dias, pelo que as viagens permanecerão em rota branda, mas definida.
deixo-vos aqui um pouco do que senti "de olhos fechados". a música seleccionada é apenas um flash de cor, luz, brilho e som que o "império do sol" nos oferece e que nem sempre valorizamos:



empire of the sun, we are the people

prometo regressar à actividade dos blogues (e, sobretudo, das palavras e sua magia) dentro em breve. aguardem-me :)

um abraço com saudades de todos os meus companheiros de viagem!


de olhos fechados
é a treva
impressa dos dois lados do corpo.

a beleza com os olhos abertos
onde outrora
a árvore guiava o homem;
os óculos escuros
atirados sobre a noite
onde hoje se esconde o olhar.

das figuras rutilantes,
sobram sombras
em movimentos orgásticos
que percorrem o fogo da epifania.

a beleza fez-se sémen estéril
e apodreceu
às mãos
que trajam escafandros sem mar.

e o homem
por detrás do olhar nocturno
transveste-se em tecido negro:
é apenas a cegueira antopológica.

mergulho na noite (jp)

26 comentários:

  1. Meu querido amigo Jorge!
    Fiquei afastada daqui por uns dias, para cuidar de meu filho que convalescia de pequena cirurgia... Hoje volto e você comunica seu afastamento...
    Que Deus o proteja, e muito, para que logo, logo nos dê a alegria de sua tão importante presença...
    Você faz muita falta!
    Abraço bem apertado!!!

    ResponderEliminar
  2. Até de olhos fechados somos presenteados com as tuas palavras!... Obrigada! As melhoras!

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. E às vezes nós precisamos mergulhar no escuro, como alguns amores que florecem melhor na ausência e a sombra é essencial para o desabrochar de uma flor...

    Esperamos com carinho as luzes resultantes dessa entrega brilhando aqui novamente.

    Um beijo e bom mergulho!

    ResponderEliminar
  4. amigo Jorge, desejo-te breve recuperação, Mas mesmo os teus Olhos Fechados se inspiram em luz, para onde se aponte a mirada abre-se a porta, olhos, óculos, escusos, escuros.

    abração

    ResponderEliminar
  5. Sou super fã dos óculos escuros :)

    Até a volta, farás falta.

    ResponderEliminar
  6. Jorge Pimenta,
    meu amigo,
    sei que tu (de olhos
    fechados) recebes visitas
    de Saramago e Jorge Luis Borges.

    É que o encanto
    das palavras
    permanecem.

    Forte abraço,
    camarada.

    (retorno luzidio)

    ResponderEliminar
  7. Mesmo com olhos de repouso, ainda nos deixa este poema que me balançou por inteira. Muito bom!

    Beijo, e descanse mesmo =).

    ResponderEliminar
  8. olá amigão
    mesmo de olhos vendados, podemos viajar.... esobretudo sonhar...
    sobretudo responder aos amigos que se preocupam contigo e querem ter noticias ...

    um grande abraço muito fofo ... estamos à tua espera....

    Gui

    ResponderEliminar
  9. Jorge,
    Passei para dizer que as minhas palavras estão de regresso! :)
    Quero agradecer-te também pelo carinho e apoio que me dirigiste lá no meu cantinho azul.
    E, pelos vistos, agora chegou a tua vez, de pausar nesta tua viagem, que continua repleta de luz, ainda que "de olhos fechados"!

    Fica bem e esperarei também o teu regresso!
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  10. Te desejo todo o bem deste mundo, e mais!

    Que muito em breve você tenha superado tudo isto, e esteja de volta ao nosso convívio.

    Um abraço fra[terno]

    Da amiga que torce por você,

    Cid@

    ResponderEliminar
  11. querido Jorge, que tua recuperação seja rápida, mas que o tempo de mergulho no escuro seja de proveito para enxergar o que a luz por vezes ofusca...

    muitas vezes passei por isso e por tempo maior do que gostaria..(não é a toa que digo que enxergo mal...rsrs), mas descobri que o escuro, tal qual o silêncio, nos desvenda inúmeras verdades guardadas atrás da face de monstro imaginários.

    cuide-se bem, amigo
    um beijinho

    ResponderEliminar
  12. eu sei que tu vais regressar "novo", contudo posso emprestar-te os meus oculos, depois de me teres presenteado com a "cegueira"
    as melhoras
    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. melhoras para você!
    olhos fechados, dizem que as melhores coisas da vida fazemos de olhos fechados..rs
    beijo!

    ResponderEliminar
  14. Esse poema olhou-me fundo...
    Ainda que no breu, sua mira continua certeira.

    Te cuida, precioso; te espero de asas abertas!

    Um beijo e aquele abraço.

    ResponderEliminar
  15. Jorgíssimo,
    Teus olhos fechados estão abertos...
    Volta rápido, amigo, faz-nos falta cada teu ensaio de lucidez, ò Saramago em repouso breve...

    Abraço milpe,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderEliminar
  16. Perdoa-se tudo aos amantes...e aos doidos.

    Frase de...Madeleine Scudéry

    Beijos

    Leca

    ResponderEliminar
  17. Jorge, querido...

    Onde o verbo não antecede a luz,
    o poeta cria escuridão fecunda...

    Repouse teus olhos, mas não demore tanto.
    Beijinhos...

    ResponderEliminar
  18. Olá Jorge,
    mais uma bela composição, o vídeo, a imagem/ pés mergulho na noite, o sol/a luz e a escuridão/noite, que mesmo de olhos fechados, são percebidos, sentidos.

    deixo uma prosa de uma moça, Fernanda Passos, ela há tempos está afastada dos blogues que tem, mas eles estão lá, aqui.

    "Turbilhão
    Não quero saber desses redemoinhos que agitam as noites trazidas no peito. Noites? Mas é dia! Não. Breu meu interior. Quero óculos escuros com proteção UVA/UVB, para impedir que a radiação emitida pela angústia corroa essas retinas que ainda extrapolam o vazio que carrego. Os cílios precisam ser bem cuidados -varrem a poeira de tudo que encontro pela frente. Droga de pensamentos confusos! Que texto é esse? Ah! Estou tentando falar do turbilhão que sacoleja as entranhas, cerração da alma. É dia! Fico pior durante o dia. A claridade ofusca as pestanas carcomidas pelas traças que se acumularam ao longo de minha cegueira e as pupilas que tanto protejo, mofadas pela umidade das lágrimas constantes escorrendo no leito de meus ais. Hoje bateu vontade de olhar pra trás, cruzar outras veredas. Anseio de escancarar janelas, vislumbrar novos horizontes. Madrugada! Nas noites insones divago alucinada, querendo fazer da vida passada o que não mais pode ser. Vou esperar a aurora. Quem sabe, ao acordar desse devaneio real, possa sentir o cheiro do vento trazendo boas novas. Talvez o calor da estrela tenha gosto de novos abraços. Meus braços dando voltas em mim. Fungos morrendo e bactérias vencidas pelo antídoto que hei de encontrar. Se meus óculos com proteção UVA/UVB permitirem ver o sol raiar."

    http://prosanaveia.blogspot.com/2007/11/turbilho.html

    um abraço pra você, muitas luzes coloridas e tudo de bom

    ResponderEliminar
  19. Jorge:
    Tenho estada afastada por outros motivos. Daí não me ter apercebido de nada.Votos sinceros de rápida melhoras.
    deixo-te um abreijo

    ResponderEliminar
  20. Oi amigo!

    Estou aqui novamente, trazendo um abraço bem forte, pela passagem do seu aniversário.
    Na postagem que fiz hoje, no mosaicos, deixei um parabéns prá você. Um dia, quando já estiver melhor (espero que muito em breve), de um pulinho lá prá ver. O título é "Bruna e a Primavera". Viu que companhia boa te arrumei? A minha neta!...:)
    Então é isso. Te cuida muito, e não se preocupe com o blog, preocupe somente em ficar bem. Estaremos esperando por você o tempo que for necessário.

    Que Deus te abençoe, hoje e sempre.

    Cid@

    ResponderEliminar
  21. Meu doce e querido Jorge,

    Um homem comum cerra os olhos e enxerga a escuridão.
    O homem simples cerra os olhos e enxerga as ilusões.
    O poeta cerra os olhos e enxerga o mundo.

    Hj é o primeiro dia da primavera e com ela nasce o poeta, com suas inquietações e seu universo de luz e sombras. O que desejo é um longo caminho, de algumas respostas, outras não, mas sempre com o peito acordado no amor.
    Feliz aniversário e seja mt feliz.

    Espero seu retorno com mt carinho

    ResponderEliminar
  22. Volte logo, fique bem...beijos, com muito carinho!

    ResponderEliminar